O treino é importante para a hipertrofia muscular, mas existe outra parte fundamental para alcançar esse objetivo: a dieta. Continue lendo e saiba mais!

A hipertrofia muscular — ou seja, o aumento do músculo decorrente de um treinamento com força —  é um dos principais objetivos de quem vai frequentemente à academia. O processo envolve treinamento duro e uma alimentação especifica, que, quando seguida à risca, pode ajudar bastante no processo.

Se uma das suas ambições é ganhar massa muscular, continue lendo e não perca a chance de aprender sobre alguns alimentos que podem te auxiliar no ganho de músculo!

Como a hipertrofia acontece no corpo

Enquanto você se exercita, ocorrem diversas alterações no músculo. As miofibrilas (uma das partes que compõem o músculo) são destruídas e posteriormente reconstituídas nos momentos de descanso, que, por isso, são fundamentais para o processo. Nesse processo de reconstituição, a dieta para hipertrofia é fundamental. Se você quiser ter resultados ainda melhores, então, é muito importante aliar o treinamento à dieta específica.

Proteínas e carboidratos: a força necessária

Você pode até pensar que seguir uma dieta especifica pode ser algo complicado e cheio de restrições. Entretanto, comer para ganhar massa muscular é relativamente simples. Para que a hipertrofia aconteça, o segredo é ingerir mais calorias que as que seu corpo queima todo dia, para que ele tenha energia para acompanhar todos os processos que acontecem no organismo. Dessa maneira, o corpo tem estoque para reparar e reconstruir os músculos.

A proteína é um alimento indispensável na dieta para hipertrofia, pois cumpre um papel fundamental na recuperação do corpo e do crescimento do músculo. Já os carboidratos são essenciais na manutenção das reservas de energia nos músculos e no fígado, preservando a massa muscular e garantindo um bom funcionamento do sistema nervoso central.

Alimentos essenciais para a hipertrofia muscular

Alguns alimentos são ricos em proteínas e carboidratos, que, como já vimos, são fundamentais na dieta para hipertrofia. Confira alguns deles, mas não se esqueça de que o ideal é recorrer a uma nutricionista para montar sua dieta!

Ovos

Os ovos são uma grande fonte de proteínas, com cerca de 6 gramas por unidade. Além disso, a gema contém vitaminas A, D e E em sua composição. O colesterol presente no ovo ainda pode auxiliar na produção do HDL, o famoso “colesterol bom”.

Berries

O tão desejado grupo da amora, mirtilo e framboesa é um sucesso e tem em sua composição muitos antioxidantes, fibras e vitaminas. Elas ainda têm o poder de auxiliar a digestão e podem melhorar a visão, saúde cardíaca e a recuperação muscular. Muito bom, não é?

Carne vermelha

A carne vermelha, como a maioria das pessoas sabe, é uma das maiores fontes de proteína. Ela ainda tem ferro, zinco e muita vitamina B12. Uma maneira muito saborosa para ter ganho muscular!

Nozes

As festas de final de ano são uma excelente oportunidade para comer muitas nozes e aumentar sua taxa de proteínas, fibras, vitamina E, potássio e zinco.

Salmão

Esse peixe é conhecido como uma das principais fontes de ômega 3 e pode melhorar não só a sua saúde cardíaca como seu desempenho no treino.

Tudo em moderação

É verdade que, numa dieta para hipertrofia, é ideal ingerir mais calorias do que gasta, mas isso não significa que você pode sair comendo qualquer coisa para alcançar suas metas. Pelo contrário, é bom tentar se direcionar aos alimentos que indicamos, para conseguir  potencializar os resultados. Opte sempre por alimentos que podem te auxiliar no ganho de massa muscular e no bom funcionamento do seu organismo.

E você, o que costuma incluir na sua dieta para hipertrofia muscular? Ficou alguma dúvida? Deixe seus comentários!

 

Fonte da Imagem: https://goo.gl/RtVpyn


O que achou do post? Comente abaixo:

Recomendados Para Você: